A Estória do VCC
Como identificar uma seita
Predestinação/Livre Arbitrio
Budismo
Catolicismo Romano
Confucionismo
Hinduísmo
Islamismo
Judaísmo
Taoísmo
Xintoísmo
A Família/Meninos de Deus
Adventismo
Candomblé
Católicos Carismáticos
Ciência Cristã
Congregação Cristã no Brasil
Cultura Racional
Espiritismo Geral
Espiritismo Kardecista
Feitiçaria
Hare Krishna
Igreja Messiânica
Igreja da Unificação - Reverendo Moon
LBV
Mormonismo
Nova Era
Racionalismo Cristão
Reencarnação
Satanismo
Seicho-No-Iê
Tabernáculo da Fé
Testemunhas de Jeová
Umbanda
Unicismo
Willian Soto Santiago
Maldição de Família
Teologia da Prosperidade
G12
Batalha Espiritual
Espirítos Territoriais
Cura Interior
 
 
 
 

VOZ DA PEDRA ANGULAR DE WILLIAN SOTO SANTIAGO

   

Paulo Cristiano da Silva

Até o momento quase nenhum material escrito existe sobre essa seita e sobre o seu fundador.

Isso porque ainda é uma seita inexpressiva, mas, que, no entanto, já conta com vários templos. O site oficial da seita apresenta-se com o pomposo nome de “Missão Apocalíptica Internacional”. É claro, isto para impressionar os mais incautos. Em alguns de seus livretes aparecem alguns locais de reuniões com diferentes nomes tais como: “Igreja os Herdeiros de Deus”, “Associação Evangelística “Os Primogênitos de Deus” e outras.

O fundador desse movimento religioso conhecido como “A Voz da Pedra Angular” foi Willian Soto Santiago que fundou sua igreja em 1974 em Porto Rico. Cada palavra dele é recebida como uma revelação divina. Seus seguidores o chamam de o “Anjo do Apocalipse”, o anjo mensageiro que Jesus Cristo teria prometido em Ap 22.16. O próprio grupo aponta para isso: Jesus é a Pedra Angular (1 Pe 2.6) e Santiago é a Voz da Pedra Angular:

“Como podemos ver, esta não é uma obra humana; é uma Obra Divina prometida por Deus para ser realizada neste tempo; e está sendo realizada. Porém, para realizar esta Obra, Ele tem que ter um homem, um profeta; e este é o anjo do Senhor Jesus Cristo prometido no Apocalipse 2, versículo 16, onde diz: ‘Eu Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas” (Livrete ‘A Obra de Deus em Simplicidade’ pg. 16)

Doutrinas Heterodoxas

Apesar de terem a Bíblia como base de crença consideram as revelações de William Soto Santiago como inspiradas por Deus. Seus ensinamentos são distribuídos gratuitamente através de livretes que focaliza principalmente o livro do Apocalipse.

Dizem que “nenhuma pessoa poderá obter o conhecimento dessas coisas que devem acontecer, exceto através da Mensagem da Grande Voz de Trombeta...que é a voz de Jesus Cristo através de seu anjo.” (Livrete ‘A Porta Aberta no Céu’ pg. 18)

Acreditam que após a morte as almas dos justos irão para a sexta dimensão que segundo eles seria o paraíso.
Pregam que existem dois corpos: um chamado teofânico e o outro um corpo espiritual transformado. Alegam ainda que seu fundador é a voz de Jesus para esta era da igreja. Para eles o nome correto de Cristo seria “Senhor Jesus Cristo”. Dizem que através de seu movimento Deus inaugurou a oitava era da igreja, ou seja, a “Era da Pedra Angular”. Alguns membros dessa seita nos disseram que precisam “ver” algum membro do “Tabernáculo da Fé” já falecido em seu corpo glorificado. Esta aparição espiritual seria o sinal de que a pessoa estaria incluída no arrebatamento da igreja.

Nem Tudo é Original

Apesar de terem alguns pontos diferentes, a maioria dos ensinamentos do grupo foi baseado nas doutrinas de sua antiga religião. É que Santiago é dissidente da seita “Tabernáculo da Fé” fundada por William Branham. Entre outras coisas Branham ensinava não crer na doutrina ortodoxa da Trindade. Era modalista, pois acreditava que o Pai, Filho e o Espírito Santo era a mesma pessoa. A seita até hoje batiza seus adeptos apenas em nome de Jesus, são aniquilacionistas, isto é, não crêem na sobrevivência da alma após a morte e não acreditam no inferno.

Quem foi Branham?

William Marrion Branham, foi um pregador itinerante, desde a infância sua vida é rodeada por relatos de supostos sinais miraculosos. Converteu-se pela pregação de um pastor batista. Desde então dizia ter recebido um chamado para pregar entre os pentecostais unicistas. Alegava ter recebido o dom de cura, chegando a reunir milhares de pessoas em suas pregações que eram feitas em tendas, daí o nome Tabernáculo da Fé. Branham morreu em 1965, atropelado por um motorista bêbado.

O fundador do Tabernáculo da Fé engrandeceu o seu nome, colocando-se como profeta mensageiro da última era da história do mundo. Dividiu a História em sete dispensações ou idades. Cada uma delas tem um profeta mensageiro; portanto, há sete profetas mensageiros. Em um de seus livros lemos: “Mas nos dias da voz do sétimo anjo, quando tocar a sua trombeta, se cumprirá o segredo de Deus, como anunciou aos profetas seus servos. A explicação do texto se segue: Esta é uma profecia cumprida, pois os mistérios de Deus tem sido consumados através do ministério do irmão William Marrion Branham. Este profeta foi enviado por Deus para esta era e tem pregado a mensagem que Deus lhe ordenou: a palavra pura de Deus tal qual saiu da boca dos profetas e apóstolos... O irmão Branham desafiou a muitos líderes religiosos em diferentes ocasiões para mostrar ao povo o supérfluo de suas religiões (“De Volta à Palavra Original”, pp. 10-11, Goiânia, GO).

A Bíblia no entanto nos afirma que:

1) O ministério dos profetas encerrou-se com a vinda do Filho de Deus — Hebreus 1:1-14.

2) O dever do crente é olhar para Jesus, e não para algum profeta ou mensageiro — Hebreus 12:1,2; 1 Coríntios 11:1.

6) A maior parte da base bíblica de Santiago e seus seguidores, nesta doutrina do Mensageiro, está no livro do Apocalipse, livro cheio de simbolismos, no qual não devemos basear doutri­nas.

Santiago conservou o mesmo esquema dispensacional com o pormenor de que ele inauguraria mais uma era. A lista das eras e suas datas dadas por Branham é a seguinte:

Éfeso 53-170 a.D. O apóstolo Paulo

Esmirna 170-312 a.D. Irineu

Pérgamo 312-606 a.D. Martinho

Tiatira 606-1520 a.D. Columba

Sardes 1520-1750 a.D. Martinho Lutero

Filadélfia 1750-1906 a.D. João Wesley

Laodicéia 1907-1965 a.D. William Marriom Branham

Apesar de Santiago afirmar que William Branham o indicou como seu sucessor e que a mesma coluna de fogo que seguia Branham também o guia até hoje, como sinal de confirmação de seu chamado celestial, entretanto alega Santiago que seu antecessor errou quando interpretou que a era de Laodicéia seria terminada em 1977. Afirma que a última dispensação, a oitava, é a do Reino de Deus começada em 1977 e ele é então o mensageiro escolhido. O que caracteriza esta nova dispensação do reino é que tudo se fez novo (Ap 22.5). Na verdade ele se coloca acima de seu antecessor, pois este seria apenas a voz de um dos sete anjos mensageiros, mas ele é a própria voz de Cristo – a Voz da Pedra Angular.

“É a Voz de Cristo, não mais nas sete eras, mas na Era da Pedra Angular, através não de um dos sete anjos-mensageiros, senão através do Anjo do Senhor Jesus Cristo, o último profeta mensageiro...” (Livrete ‘A Porta Aberta no céu’ pg. 14)

Com isso ele acredita ter poder para criar bênçãos ou maldições sobre a vida das pessoas.

“Essa Palavra criadora é colocada na boca do Anjo do Senhor Jesus Cristo que fala essas bênçãos sobre os filhos de Deus; e logo se tornam uma realidade, materializam-se...”. (ibdi pg. 12)

Não obstante, entrevistamos certo pastor do “Tabernáculo da Fé” sobre as reivindicações do novo “profeta” o qual nos garantiu que Santiago não possui nenhum crédito entre os membros de sua seita, segundo este mesmo pastor não haveria uma oitava era, mas apenas sete como ensinou Branham.

Sabemos, entretanto, que:

1) As sete igrejas do Apocalipse eram igrejas existente Ásia, no tempo da perseguição do Império Romano, e João escreveu a elas, confortando-as. Nada têm a ver com as dispensações da igreja. João quando escreveu às sete igrejas, nada falou sobre sete ou oito mensageiros para cada uma. Muito menos que estas sete igrejas representavam sete eras. Como havia um só revelador (Jesus), que deu a revelação completa para um só mensageiro (o anjo) que por sua vez testificou a um só profeta (João), há uma só mensagem e revelação e não sete ou oito.

2) Os adeptos das duas seitas não conseguem discernir as verdadeiras igrejas das falsas que não seguem o Novo Testamento, em suas pregações e ordenanças de Jesus Cristo; admitindo assim uma corrupção geral da igreja, baseando-se, talvez quem sabe, na Igreja Católica e no Espiritismo.

3) Apesar do tempo presente poder ser comparado aos tempos de Noé, e de Ló, por sua corrupção, por seu desinteresse espiritual pelo materialismo, pela prática ilícita do sexo (Mat. 24:37)

Isso não quer dizer, entretanto, que há necessidade de um profeta-mensageiro, uma vez que todos os crentes estão imbuídos dessa tarefa: pregar o evangelho até aos confia da terra, até que Cristo venha (Mat. 28:18-20; Mar. 16:15, At. 1:8-11):

4) O povo de Deus é o sacerdócio real, a nação santa, para proclamar as verdades eternas — 1 Pedro 2:7-10.

Analisando a teologia da VPA

Existem muitos outros pontos a serem analisados, mas por enquanto, nos deteremos apenas nestes poucos versículos abaixo:

1. O Corpo Teofânico

“Vem subindo um ancião, e está envolto numa capa. Entendendo Saul que era Samuel” (I Samuel 28.14)

Baseados neste texto Santiago afirma que Samuel apareceu num corpo teofânico da 6ª dimensão (Jesus Cristo como juiz de vivos e mortos pág. 8).

Resposta Apologética: Se de fato este episódio fosse verídico, a Bíblia estaria se contradizendo. Ora, o próprio Jesus afirmou que os mortos não podem sair de seu lugar para visitar os vivos Lucas 16.26-29. Demais disso, A Bíblia diz que os mortos não sabem o que se passa no mundo dos vivos Eclesiastes 9.5. De maneira que esta aparição foi uma fraude demoníaca.

Portanto, Samuel não poderia ter este tal corpo teofânico porque quem apareceu a Saul foi um demônio e não o profeta de Deus. 

2. O Anjo do Apocalipse

“enviou o seu anjo, para mostrar aos seus servos as coisas que em breve hão de acontecer” (Apocalipse 22.6)

Os adeptos da seita Afirmam que este anjo se encontra na pessoa de seu fundador William Soto Santiago. O próprio Santiago diz: “Este anjo é um homem, ou seja, um profeta...” (A Obra de Deus em Simplicidade pág. 12-15)

Resposta Apologética: O ministério dos anjos é sem dúvida abundante no livro do Apocalipse. Mas daí confundi-lo com um profeta é ultrapassar o que está escrito. Em nenhum lugar na Bíblia diz que este anjo seria um profeta, muito menos ainda um homem vivendo no século XXI. Esta afirmação é gratuita e destituída de provas bíblicas. Seja como for, o que fala por fim é Cristo, cujo mensageiro é o anjo (v.9), e cujas palavras João registra como profeta (v.10). Então temos um anjo que não é profeta e um profeta que não é anjo. As igrejas do verso 16 são as 7 igrejas das cartas dos capítulos 2 e 3. A menos que ele não creia em preexistências humanas, ele de modo algum pode ser este anjo. Tal anjo revelou isto ao profeta João há mais de 2000 anos atrás, como poderia um homem que vive em pleno século XXI ser aquele mesmo anjo?

3. A Destruição de Satanás

“o Diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta” (Apocalipse 20.10)

A seita não faz questão de esconder seu aniquilacionismo e dispara o seguinte absurdo “...o diabo vai ser destruído no lago de fogo, e todo ser humano...também vai ser destruído nesse lugar...”(Jesus a Ressurreição e a Vida pág. 47)

Resposta Apologética: A Bíblia não fala que o diabo e os ímpios serão destruídos. Se fosse assim eles não poderiam ser atormentados de dia e de noite para todo o sempre. Esta é a mesma expressão usada para falar do domínio de Deus (1.6), da vida de Jesus (1.18), da vida dos santos junto a Deus (22.5). Se a expressão para todo o sempre ou pelos séculos dos séculos significasse extinção então os eventos acima relacionados a Deus também teriam um fim. A palavra destruição nem ao menos aparece no texto em lide. A Bíblia diz que eles sofrerão a segunda morte. A palavra morte em Apocalipse 20.14 não é kataluo, destruir, mas Thanatos, significando separação, neste caso, a separação da presença de Deus para sempre.

4. Os dois Corpos

“se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” (João 3.3)

Dizem que no novo nascimento a pessoa recebe um corpo teofânico da sexta dimensão, este corpo seria um corpo angelical igual ao de Jesus.

Resposta Apologética: Á única transformação operada na vida do cristão após seu novo nascimento é a transformação interior (Tito 3.5) do coração (Ezequiel 36.25-27; Jeremias 31.33). Nada Fala sobre um corpo igual aos anjos. A única transformação de nosso corpo só se dará na vinda de Jesus (I Corintios 15.51-53). Quando alguém morre diz que o espírito ou a alma dele volta a Deus (Eclesiastes 12.7; Atos 7.59) Em Apocalipse 6.9 João não viu aquelas pessoas com corpos teofânicos, apesar de estarem no céu, diz apenas que viu as almas deles (conf. Apocalipse 20.4). Também a menção de uma suposta sexta dimensão é algo antibíblico. O Paraíso para onde Cristo e o apóstolo Paulo foi nunca é chamada de sexta dimensão, mas de terceiro céu (II Corintios 12.2-4).

5. O Céu uma réplica da terra?

“rio da água da vida... praça...a árvore da vida” (Apocalipse 22.1-2)

Afirmam que atualmente no céu há passarinhos, animais, lagos, gramas e tudo que vemos aqui. Na verdade o céu é como se fosse uma réplica da terra. (Jesus Cristo como Juiz de Vivos e Mortos pág. 9)

Resposta Apologética: O livro do Apocalipse não é de fácil interpretação. Portanto, qualquer que se esmera a estudá-lo precisará no mínimo de conhecer algumas regras de hermenêutica a fim de não cometer erros de interpretação. Devemos distinguir a linguagem prevalecente no livro tais como, literal, figurada e simbólica. Ora, se tomarmos como literal tais imagens, diríamos que no céu existem cavalos (19.11), mas um estudo pormenor do texto mostra que tais figuras não são literais, por que a espada que Jesus leva não pode ser literal (19.15). Assim também, quando se fala em árvores, frutos e rios (22.1-2) não são literais. O rio puro da água da vida (22.1), em vista de Ap 7.17; Ap 21.6; Ap 22.17 denota um conceito puramente espiritual. Demais disso, se as folhas são para a cura das nações, isso denota doença e se há doença há maldição, mas o verso 3 afirma que neste lugar não há maldição. Assim a afirmação de que o céu é uma réplica da terra não prevalece. 

Conclusão

Como vimos, o perfil doutrinário da “Voz da Pedra Angular” coloca-os na lista das seitas heréticas. É um movimento perigoso, pois além de negarem várias doutrinas bíblicas do cristianismo ortodoxo construíram em torno de seu líder uma espécie de mediador entre Deus e os membros. Chegam a dizer que “Cristo estará manifestado no Anjo do Senhor Jesus Cristo”, ou seja, em William Soto Santiago.
Atentemos para a advertência de Pedro quando disse sobre tais pessoas:

Mas houve também entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá falsos mestres, os quais introduzirão encobertamente heresias destruidoras, negando até o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição. (II Pedro 2.1) .

   
   
 
 
 
CREIA ® Centro Religioso de Estudos e Informações Apologéticas -2005 - Desenvolvido por Paulo Roberto