A Estória do VCC
Como identificar uma seita
Predestinação/Livre Arbitrio
Budismo
Catolicismo Romano
Confucionismo
Hinduísmo
Islamismo
Judaísmo
Taoísmo
Xintoísmo
A Família/Meninos de Deus
Adventismo
Candomblé
Católicos Carismáticos
Ciência Cristã
Congregação Cristã no Brasil
Cultura Racional
Espiritismo Geral
Espiritismo Kardecista
Feitiçaria
Hare Krishna
Igreja Messiânica
Igreja da Unificação - Reverendo Moon
LBV
Mormonismo
Nova Era
Racionalismo Cristão
Reencarnação
Satanismo
Seicho-No-Iê
Tabernáculo da Fé
Testemunhas de Jeová
Umbanda
Unicismo
Willian Soto Santiago
Maldição de Família
Teologia da Prosperidade
G12
Batalha Espiritual
Espirítos Territoriais
Cura Interior
 
 
 
 

1. O que é uma seita?

   

 

A. Geralmente é um grupo não-ortodoxo, esotérico (do grego esoterikós, que significa conhecimento secreto, ao alcance de poucos). Podem ter uma devoção a uma pessoa, objeto, ou a um conjunto de idéias novas. As seitas costumam fazer uso das seguintes práticas:

1. Freqüentemente isolacionistas – para facilitar o controle dos membros fisicamente, intelectualmente, financeiramente e emocionalmente.

2. Freqüentemente apocalípticas - dão aos membros um enfoque no futuro e um propósito filosófico para evitar o apocalipse.

3. Fornecem uma nova filosofia e novos ensinos – revelados pelo seu líder.

4. Fazem doutrinação - para evangelismo e reforço das convicções de culto e seus padrões.

5. Privação – quebrando a rotina do sono normal e privação de comida, combinados com a doutrinação repetida (condicionamento), para converter o candidato a membro.

B. Muitas seitas contém sistemas de convicção "não-verificáveis".

1. Por exemplo, algumas ensinam algo que não pode ser verificado:

1. Uma nave espacial que vem atrás de um cometa, para resgatar os membros.

2. Ou, Deus, um extraterrestre ou anjo apareceram ao líder e lhe deram uma revelação

2. Os membros são anjos vindos de outro mundo, etc.

1. Freqüentemente, a filosofia da seita só faz sentido se você adotar o conjunto de valores e definições que ela ensina.

2. Com este tipo de convicção, a verdade fica inverificável, interiorizada, e facilmente manipulada pelos sistemas filosóficos de seu(s) inventor(es).

C. O Líder de uma Seita:

1. É freqüentemente carismático e considerado muito especial por razões variadas:

1. O líder recebeu revelação especial de Deus.

2. O líder reivindica ser a encarnação de uma deidade, anjo, ou mensageiro especial.

3. O líder reivindica ser designado por Deus para uma missão

4. O líder reivindica ter habilidades especiais

2. O líder está quase sempre acima de repreensão e não pode ser negado nem contradito.

D. Como se comportam as Seitas?

1. Normalmente buscam fazer boas obras, caso contrário ninguém procuraria entrar para elas.

2. Parecem boas moralmente e possuem um padrão de ensino ético.

3. Muitas vezes, quando usam a Bíblia em seus ensinos, utilizam também "escrituras" ou livros complementares.

1. A Bíblia, quando usada, é sempre distorcida, com interpretações próprias, que vão de encontro à filosofia da seita.

2. Muitas seitas "recrutam" o Senhor Jesus como sendo um deles, redefinindo-o adequadamente.

E. Algumas seitas podem variar grandemente...

1. Do estético ao promíscuo.

2. Do conhecimento esotérico aos ensinamentos muito simples.

3. Da riqueza e poder à pobreza e fraqueza.

 
   
 
 
 
CREIA ® Centro Religioso de Estudos e Informações Apologéticas -2005 - Desenvolvido por Paulo Roberto